Tags

, , , , , , ,

              Com a metade dormindo e a outra metade acordada, às 8h da manhã de uma segunda-feira, Joaquim ao levantar o blackout da janela imaginou, após uma profunda inalada de ar, seguida de uma reflexão sonholenta, que algo estava errado. Um brainstorm logo pela manhã, pois ao se deparar com o vidro da janela gelada como uma coca que acabou de sair do congelador, olhou para o céu e percebeu que estava rolando uma festa no estilo 50 tons de cinza: claro com cinza escuro brigando por um espaço, cinza branco com cinza preto fazendo amor e gerando filhos de diferentes tons de cinza. Percebeu também que estava vindo do Noroeste uns penetras de festa, que como estavam sem convites e graças ao telefone sem fio, confundiram o tom da cor que deveriam usar e consequentemente, estavam todos de preto. Como estavam em um grande número, Joaquim, que sempre gostou de usar estatísticas em sua vida cotidiana, não só pensou, como espalhou a notícia para sua mãe e para sua avó de que hoje iria chover com 97,75% de probabilidade. E como hoje ele acordou querendo ouvir barulho de chuva e cheiro de terra molhada, ficou eufórico, não parava de olhar para janela, torcendo para ver aqueles pequenos pingos que quando tomam coragem, parecem que estão descendo de tobogã pelo vidro.

           Passou o dia na expectativa até que o sol se pôs, a lua cheia escalou até o seu cume e então ele caiu na real e percebeu que tinha tomado um bolo do tempo.

         Assim como o clima hoje estava indeciso, Joaquim as vezes acorda querendo um dia ensolarado e noutros acorda desejando um dia chuvoso. E assim como o clima, acaba dando bolo em muita gente.

Anúncios